Marketing de Diferenciação: Como me diferenciar no mercado saturado

O mundo digital está ficando cada vez mais saturado com propostas que prometem coisas similares. Outro dia tirei o dia inteiro para pesquisar perfis no Facebook e Instagram e vi que a grande maioria dos perfis visitados acabam por publicar as mesmas coisas, os mesmos assuntos. A única coisa que muda é a roupagem. De resto, tudo o mesmo!

E como eu consigo me separar desse pessoal? Simplesmente desisto? Não! Confia em mim, esse mundo ainda tem solução pra você 😉

Antes de falar em como você pode e DEVE se diferenciar do resto, vamos explicar um pouco mais do “movimento de manada” que atinge a maioria das pessoas. E eu não estou me excluindo, eu também já caí nesse comportamento. E tem uma razão simples pra isso.

O movimento de manada

Você já assistiu algum programa sobre elefantes no National Geographic ou Discovery Channel? Você verá lá o claro movimento de manada. Esse movimento serve para dar segurança para todos os indivíduos do grupo e gerar desenvolvimento para todos. 

Funciona assim, o líder estabelecido guia os demais. A partir daí todos tem o mesmo comportamento. Andam no ritmo, comem e vivenciam as mesmas coisas. E fazem isso porque, primeiro é o que está dando certo e segundo, isso gera segurança pois tem alguém dizendo que aquilo funciona até então. 

No mundo dos negócios é a mesma coisa. Vou te dar dois exemplos disso:

Masterchef

A Band trouxe uma nova proposta de programa culinário para seus quadros vespertinos. Depois de algumas temporadas de sucesso o que fez a Globo? Criou a mesma fórmula pois viu que dá resultado. 

Big Brother

A Globo, que não é boba nem nada, lançou há mais de uma década atrás o primeiro reality sobre comportamento humano da televisão brasileira. Foi um sucesso tremendo! 

E o que a concorrência fez em seguida? Lançou programas com o mesmo apelo temático. O SBT com A Casa dos Artistas e a Record tempos depois com A Fazenda

Atualmente só o BBB ainda figura como um programa de ótima audiência pois soube se diferenciar ao longo desse período. 

O mesmo acontece com quem entra nesse movimento de manada. Ao perceber algo que funciona é mais fácil seguir algo que já está estabelecido. Acabam repetindo a mesma fórmula de sucesso de seus antecessores. 

A partir daí é só ladeira abaixo. Acaba copiando tudo o que seus concorrentes estão fazendo pelo simples fato, se para eles funciona para mim também vai! 

Não podiam estar mais enganados! 

Nesse movimento de um copiar o outro, acontece algo que é péssimo para um nicho ou setor do mercado, a saturação. O mercado fica tão saturado da mesmice de ideias que não há mais para onde correr. A partir daí o serviço é diferenciado pelo seu preço e não pelo seu valor. 

Gerando valor para seu negócio

Quando você para de pensar em como o mercado se comporta e pensa em algo que transformará a vida de seu cliente é o momento em que as coisas começam a fazer sentido e funcionar de forma correta. Para mudar esse pensar (mindset) nasceu o marketing de diferenciação. Essa vertente do marketing é relativamente novo no mercado e tem como proposta o pensamento analítico do comportamento do cliente para oferecer um produto ou serviço que sanará suas dores. 

Sabendo o que aflige seu cliente é possível oferecer serviços de um valor elevado para seu público-alvo a fim de gerar extrema satisfação. 

Primeiros passos

Antes de iniciar a aplicar o marketing de diferenciação precisamos ter definidos alguns itens:

  1. Quais são as dores do seu cliente?
  2. Meu produto consegue sanar essas dores?
  3. Qual meu diferencial de mercado?

Como saber isso? Simples, perguntando e medindo!

Perguntando

Se você já faz uso de redes sociais aproveite toda a oportunidade e ferramentas para interagir com seu público. Através de perguntas, enquetes e testes, você consegue saber cada vez mais qual a necessidade de seu cliente. 

👉 Dica: Seja no Instagram ou Facebook, use e abuse dos stories para fazer isso! 

Medindo

Outro ponto importante é medir o comportamento de seu cliente. Como será que ele está consumindo o seu produto? Seja um site, e-commerce ou ferramenta há inúmeras maneiras de saber como é o comportamento de alguém. 

As melhores:

Heatmaps (mapas de calor): é um relatório gerado por ferramentas automáticas que utiliza as cores como referência para facilitar o entendimento das informações.

No marketing digital, normalmente rastreia o caminho percorrido pelo mouse do usuário para compreender seu comportamento em uma página de conversão.

O software utiliza os dados da versão HTML da página para varrer e criar um mapa de elementos. Estes elementos são as referências necessárias para a criação do mapa de calor. Com os dados quantitativos em mãos, são criados os mapas de calor.

Se há intensa atividade do usuário em um botão de chamada para a ação, por exemplo, ele será indicado pela cor vermelha.

Com isso, temos uma visão global do comportamento dos visitantes e sabemos exatamente quais são os pontos em alta em sua experiência de navegação.

👉 Quais usar: Mouseflow, Heatmap.me, Hotjar (meu preferido), SessionCam, CrazyEgg

Google Analytics: O Google Analytics é uma plataforma de análise de dados online do Google que, a partir da instalação de um código nas páginas do site, coleta informações dos usuários e as transforma em relatórios.

É uma excelente ferramenta para entender melhor o público do seu site e mensurar os resultados de marketing, sendo uma das ferramentas primordiais de uma estratégia.

SEMRush: é uma plataforma com inúmeros pontos de análise de seu site. Lá você consegue saber quais as palavras-chave seu site está sendo ranqueado, quais páginas estão trazendo mais clientes, quantas visitas mês acontecem e mais uma porrada de coisa!

Bom, agora que você já sabe o que seu cliente precisa e como ele se comporta é preciso adequar seu produto ou serviço a nova realidade. Para isso deveremos seguir esses passos: 

  1. Atribua valor ao seu serviço;
  2. Diferencie-o dos demais;
  3. Se preciso, mude o nome;
  4. Reforce as qualidades daquilo que seu produto se propõe a transformar na vida de seus clientes;
  5. Crie forte relacionamento com seu cliente;
  6. Ofereça novos meios formatos de interação;
  7. Testes, testes e mais testes.

Ufa, foi muito conceito nesse papo e sei que fica difícil de assimilar tudo de uma vez. É importante que você anote tudo o que falamos aqui e consiga fazer as coisas em passos pequenos. 

Mas se você quiser FOCAR NO SEU NEGÓCIO, deixe que nós fazemos o resto para você!

Maurício Faccin Dec

Sou designer digital de formação e atuo no mercado digital há 20 anos. Já passei por empresas grandes como Veja, Editora Abril, Canal Ideal e Rede Bandeirantes. Trabalhei com clientes de todos os portes e minha meta atual é inspirar pessoas a oferecer serviços diferentes e que melhorem a vida de seus clientes.

Deixe uma resposta