Social Media Designer e redes sociais

O surgimento da profissão

Lá em 2009 quando o Facebook aportou no Brasil, o status da rede social ainda era bem pequeno mas fazia um sucesso considerável em países como Estados Unidos e Canadá. Em pouco tempo o Facebook conseguiu bater o Orkut em número de usuários ativos até que a rede social de mesmo nome de seu criador, Orkut Büyükkökten, sumiu.

Passando a ser o queridinho dos brasileiros o Facebook passou a ser a rede social mais usada no país. Mas similar ao Orkut, o Facebook passou a ser uma rede usada para os fatos cotidianos. 

Com o crescente aumento do número de usuários, nosso tio Mark resolveu que era chegada a hora de ganhar dinheiro com isso. A rede social então passou a oferecer a criação de páginas para as relações de negócios. Daí para a publicidade paga (Facebook Ads) foi um pulo. 

No meio disso tudo, grandes marcas como Adidas, Coca-Cola, Amazon e outras resolveram fincar seus pés na plataforma e estabelecer de vez a sua presença digital. Vendo o sucesso das grandes, médias e pequenas empresas viram aí uma oportunidade de estreitar os laços com seus públicos e fizeram o movimento na mesma direção. 

Outro fator que contribuiu foi o surgimento do Instagram. Essa nova rede social veio com fôlego novo e, assim como o Facebook, fez aumentar a necessidade de ter o seu negócio cada vez mais presente no ambiente digital. 

Assim estava preparado o terreno para o surgimento de um novo tipo de designer, o Social Media Designer

Como se define o Social Media Designer?

Apesar de ser um termo novo, o social media designer é todo aquele profissional que usa os conceitos de design para criar a identidade visual para redes sociais como Facebook, Instagram, Linkedin, entre outros. 

A identidade visual criada pelo Social Media Designer comporta:

  • Criação de layout para o feed de notícias;
  • Criação de layout para os stories;
  • Criação de elementos para a Bio (Instagram);
  • Cover e ícones (Facebook);

Trocando em miúdos, o social media designer está para as redes sociais assim como o designer gráfico para os materiais impressos. 

Onde pode atuar o Social Media Designer?

Diferente de outros tipos de design, o Social Media Designer pode atuar somente na criação de artes visuais para as redes sociais. Fora desse ambiente a nomenclatura é mudada e o seu foco é outro. 

Com o advento da pandemia de Covid19 que sofremos em 2020, uma das redes que mais cresceram, não somente em números de usuário mas de engajamento foi o Instagram. E com ele cresceu o ambiente onde o Social Media Designer pode se estabelecer de forma mais concreta. 

Hoje vejo muito mais criativos migrando do Facebook para o Instagram pois é um público mais jovem e ávido por conteúdo bom e atrativo. Outro fator em que o Instagram leva vantagem é no apelo visual em que a rede social nasceu. Seu público entende isso e consome mais através de um visual elaborado e profissional. 

Como posso me tornar um Social Media Designer?

Assim como seus pares de profissão, ao Social Media Designer não basta somente saber dos conceitos de design para se valer do seu trabalho. É necessário a ele entender o funcionamento das redes sociais e a relação que o público tem com a marca, empresa ou negócio em si. 

Mais do que um designer que cria “algo bonitinho” cabe ao profissional o desenvolvimento de toda a identidade visual a fim de mostrar todo o potencial daquilo que está sendo veiculado. 

Para você que quer se tornar um Social Media Designer aqui vão algumas regrinhas de ouro:

Seja pró-ativo

Não basta você saber as suas tarefas diárias. Aqui você deverá se cercar de tudo o que influencia na decisão do público alvo e da persona ao qual a sua criação está ligada. 

Entenda com o público consome as artes visuais que você faz

Saiba como as pessoas captam o que você cria. Seja por meio de pesquisas ou um bate papo direto é função sua saber como o público recebe e entende a mensagem que você está querendo transmitir. 

Tenha conhecimento em outros softwares, programas ou aplicativos de criação fora o Photoshop

Apesar do Photoshop ou Illustrator ser o carro-chefe de todo designer que faz criação visual é necessårio também se ater a outras alternativas do mercado como o Canva. Pode ser necessário que você tenha que trabalhar numa dessas plataformas gerando templates. 

Além dos programas de edição de imagem vale também você ter noção em aplicativos de vídeos como o Vsco e Inshot. É por meio deles que você conseguirá criar stories dinâmicos e conteúdos mais atrativos. 

Ter noções de Motion Design é um diferencial

Como eu disse no tópico anterior, é um diferencial para qualquer Social Media Designer saber um pouco de animação. Não que isso será usado no seu dia a dia mas é um plus para que você entenda como um conteúdo que faz uso disso se comporta e em que momento isso pode ser usado para diferenciar o seu conteúdo dos demais. 

Gere emoção e conexão com o público

Como falei um pouco mais pra cima saber como o público recebe suas artes é fundamental. E se você sabe como atrair a atenção dele é só questão de colocar as informações do jeito correto para que você consiga atingir o objetivo de determinada arte visual. 

Busque gerar conexão e emoção, estabeleça uma “via de mão dupla” onde o seu leitor é participante do tema e não um mero espectador. 

Viva a rede social ao qual seu trabalho está inserido

Não faça como muitos atores de cinema que dizem que não assistem os seus filmes e suas atuações. Aqui você PRECISA e DEVE saber como o seu trabalho está apresentado nas redes sociais. Vivencie a plataforma, seja ela Facebook, Instagram, Linkedin, Twitter ou outra. 

Mas o que é vivenciar? 

Saiba quais os elementos que faz daquela rede social o diferencial em detrimento das demais. Use e abuse disso na hora de suas criações. Dessa forma você saberá os pontos fortes de cada uma delas e usará ao seu favor na hora do trabalho.

A importância de um Social Media Designer para o seu negócio

Reconhecimento

Nosso cérebro faz associações de compra através dos sentimentos. Quanto mais a sua marca souber usar isso a seu favor maior a chance que você terá de ser bem sucedido no momento da venda. 

Ter uma identidade visual é o que fará seu negócio ser lembrado e ter destaque em relação aos seus concorrentes. Isso demonstrará que seu negócio tem a maturidade e é organizado o suficiente para atender até os clientes mais exigentes. 

Engajamento

Pessoas se relacionam com pessoas e sentimentos. Por meio da identidade visual é possível criar essa relação de forma estreita, gerando o máximo de sentimento. Um dos principais fatores que as pessoas levam em conta a seguir determinados perfis é o seu fator de pertencimento. 

Dica: Não tenha clientes e sim uma comunidade de pessoas engajadas no discurso que sua marca tem a lhes oferecer. 

Facilidade no momento da venda

A equação de vendas funciona com esses dois fatores comentados acima. Quando você é reconhecido e tem o engajamento do seu público a venda em si fica muito mais fácil. 

Considerações Finais

Para mim, ser Social Media Designer é um novo conceito de profissional. Com atributos específicos e aplicáveis somente às redes sociais segue como um profissional de mercado amplo.

Mas como falei lá em cima, não basta saber só de design para se “dar bem” na área. É necessário entender como o seu trabalho atinge as pessoas e fazer disso o seu celeiro para o aprendizado constante.  

Coloque em seu dia a dia vivenciar as experiências como se fosse um usuário comum da rede social escolhida. Atente-se para as novas tecnologias que surgem a todo momento e saiba fazer uso delas o mais rápido possível. Só assim você será um Social Media Designer que visa o futuro e sabe quais os caminhos para o sucesso. 

Espero que esse conteúdo tenha sido de grande ajuda para você que é empresário e está na dúvida se contrata ou não um profissional da área. Ou se é somente um entusiasta e quer saber mais sobre essa profissão que tem um futuro imenso pela frente. 

Até mais e arrivederci!!!

Maurício Faccin Dec

Sou designer digital de formação e atuo no mercado digital há 20 anos. Já passei por empresas grandes como Veja, Editora Abril, Canal Ideal e Rede Bandeirantes. Trabalhei com clientes de todos os portes e minha meta atual é inspirar pessoas a oferecer serviços diferentes e que melhorem a vida de seus clientes.

Deixe uma resposta